STF confirma liminar a favor dos Correios e funcionários mantêm greve

Suspendeu o acordo coletivo

Correios têm mutirão de entrega

O STF (Supremo Tribunal Federal) votou nessa 6ª feira (21.ago.2020) por manter a decisão da liminar concedida pelo presidente da Corte, ministro Dias Toffoli, que suspende o acordo coletivo dos funcionários dos Correios. Depois da decisão da Corte, os trabalhadores decidiram manter a greve iniciada em 17 de agosto.

Dias Toffoli concedeu liminar que suspendeu 70 das 79 cláusulas do acordo. Entre elas, vale-alimentação, licença maternidade de 180 dias, auxílio creche, auxílio para filhos com necessidades especiais, 30% do adicional de risco, adicional noturno e horas extras. Com a decisão do STF, os funcionários precisam negociar 1 novo acordo.

Em nota, a Fentect (Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas de Correios e Telégrafos e Similares) disse que “a decisão é 1 ataque aos direitos dos trabalhadores e fere a Constituição Federal e autonomia entre os tribunais”.

Dada a decisão, a categoria não tem outra escolha senão a ampliação da resistência e orientação a todos os sindicatos filiados para encaminharem o endurecimento da greve em todo o país por tempo indeterminado”, lê-se na nota.

Os Correios disseram que não foram notificados sobre a decisão do STF e que, por isso, não iam se manifestar sobre a votação na Corte.

Em comunicado à imprensa feito antes da decisão do STF dessa 6ª feira, os Correios informaram que “a proposta dos Correios não retira nenhum direitos dos empregados”. A empresa disse que ela “apenas promove adequações aos benefícios que extrapolavam a CLT e outras legislações, de modo a alinhar a estatal ao que é praticado no mercado”.

Importante frisar que os vencimentos de todos os empregados também seguem resguardados. Os trabalhadores continuam tendo acesso ao benefício auxílio-creche e aos tíquetes refeição e alimentação, em quantidades adequadas aos dias úteis no mês, de acordo com a jornada de cada trabalhador.Estão mantidos ainda – aos empregados das áreas de Distribuição/Coleta, Tratamento e Atendimento -, os respectivos adicionais”, escreveu os Correios.

MUTIRÃO

Os Correios informaram que vão realizar neste sábado (22.ago.2020) e domingo (23.ago) 1 mutirão de entrega para minimizar o impacto da greve dos funcionários.

Segundo a empresa, o objetivo é entregar 1 volume 4 vezes maior de encomendas do que o normal para os fins de semana. As agências vão permanecer abertas ao público com serviços como Sedex e PAC. Na 4ª feira (19.ago.2020), os Correios informaram que 83% dos funcionários seguem trabalhando normalmente.

Fonte: Poder360.



Categorias:Home, Justiça

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: