Witzel se defende e cita relação de procuradora com família Bolsonaro

Falou sobre ‘perseguição’ a governadores

Lindora Araújo foi principal alvo de discurso

‘Estou incomodando, prendendo milicianos?’

O governador do Rio, Wilson Witzel (PSC), fez pronunciamento à imprensa no Palácio das Laranjeiras, residência oficial do governo estadual, depois ser afastado do cargo pelo STJ (Superior Tribunal de Justiça), na manhã desta 6ª feira (28.ago.2020). Disse que a sub-procuradora Lindora Araújo, responsável pela operação Lava Jato na Procuradoria-Geral da República, está se especializando em perseguir governadores com “investigações rasas“. Citou a proximidade da procuradora dela com Flávio Bolsonaro, seu desafeto

“Mais 1 circo sendo realizado. Lamentavelmente, a decisão do seu ministro Bendito [Gonçalves], induzido pela Procuradoria da República, na pessoa da Dra. Lindora, que está se especializando em perseguir governadores, desestabilizar os estados da federação, a partir de investigações rasas e buscas e apreensões preocupantes. E eu, assim como outros governadores, estamos sendo vítimas do uso político do Judiciário”, afirmou Witzel.

Ele também questionou o fato de ter sido Lindora a responsável pelo oferecimento da denúncia. Em seguida, citou a relação da procuradora com a família Bolsonaro.

“A Procuradoria possui vários procuradores, por que não se faz para outro Ministério Público e não o direcionamento para determinada procuradora? A procuradora cuja imprensa já noticiou seu relacionamento com a família Bolsonaro”, disse.

“Não há ato praticado por mim ao longo desses últimos meses que apontam que atrapalhei a investigação. Pelo contrário. A Polícia Civil prendeu mais de 400 milicianos. Estou incomodando prendendo milicianos e traficante de drogas?”, questionou.

Eis alguns trechos da fala de Witzel:

DESAFIO AO MINISTÉRIO PÚBLICO

“Eu desafio a Procuradoria, na pessoa da doutora Lindora. Qual foi o ato que pratiquei, desde o momento do início das investigações, para atrapalhar as investigações? (…) Quero desafiar o Ministério Público, na pessoa da Lindora Araújo, porque a questão agora é pessoal. Ela me identificou como chefe de uma organização criminosa. Quero que ela apresente um único telefonema, uma única prova, uma testemunha ou um e-mail em que eu tenha pedido qualquer tipo de vantagem ilícita.”

RELAÇÃO ENTRE LINDORA ARAÚJO E FAMÍLIA BOLSONARO

“A procuradora cuja imprensa já noticiou seu relacionamento com a família Bolsonaro. (…) A procuradora da república tem relação com Flávio Bolsonaro. Essas questões precisam ser respondidas.” 

JAIR BOLSONARO

“O presidente já me acusou de perseguir a família dele, mas diferentemente do que ele imagina aqui a Polícia Civil é independente, o Ministério Público é é independente. (…) O presidente fez acusações  graves e levianas contra mim porque ele acreditava que eu ia ser candidato a presidente.” 

CHEQUES NA CONTA DA PRIMEIRA-DAMA

“Na conta da primeira-dama do Rio de Janeiro não entrou dinheiro vivo, muito menos cheque.”

ESCOLHA DO PROCURADOR-GERAL DO ESTADO

“Afastamento de 180 dias? Por quê? Em dezembro eu vou escolher um novo procurador-geral de Justiça do Estado. Isso é um ultraje à democracia. Por que 180 dias se em dezembro escolho o novo procurador-geral de Justiça?”

DELAÇÃO DE EX-SECRETÁRIO

“A busca e apreensão contra o vice-governador [Cláudio Castro] e contra o presidente da Alerj [André Ceciliano] foram com base na delação de um homem desesperado, um bandido que enganou a todos. Era vagabundo dentro da saúde do Rio de Janeiro quando eu avisei que ano toleraria corrupção. Tentou ludibriar a todos nós, mas no meu governo corrupto rapidamente é identificado. (…)  Eu não tenho medo de delação. É um canalha, mentiroso. Foi pego com a boca na botija.”

HELENA WITZEL E CRIMINALIZAÇÃO DA ADVOCACIA

“Os contratos da Helena Witzel são pra lavagem de dinheiro? Para ter lavagem de dinheiro preciso ter ocultação de ato ilícito. Qual ato ilícito eu cometi? Esposa de governador não pode advogar? Estão criminalizando a advocacia. (…) A OAB precisa se manifestar.”

PROCESSOS CONTRA PIMENTEL, TEMER E PEZÃO

“O processo penal brasileiro está se transformando em uma circo. Com o [Fernando] Pimentel [ex-governador de Minas Gerais] demorou 5 anos para dizerem que não tinha prova contra ele. O processo contra o ex-presidente Michel Temer foi a mesma coisa. Recentemente, no TRF (Tribunal Regional Federal), ele foi absolvido. O processo penal brasileiro está se transformando num circo. Essas delações são mentirosas, produzidas e usadas politicamente. O [ex-governador] Pezão ficou 1 ano preso e denúncia sequer foi oferecida, se eu não me engano.”

CASO LULA NO STF

“Eu não sou a favor de Lula, nem contra o Lula. Mas o STF está chegando na conclusão de que infelizmente, no caso do sítio, o Moro foi parcial. Com essa decisão, e o ministro Fachin foi muito claro, afastaram Lula da disputa das eleições para presidente da República. Estou preocupada com o caminho que nosso país está seguindo. Como morrem as democracias? Morrem assim, aniquilando adversários.”

PROVIDÊNCIAS LEGAIS

“Nós vamos tomar providências necessárias no STF para que se reverta o afastamento. O Rio de Janeiro precisa do governador que elegeu. É esse governador e são essas politicas públicas que o povo deseja. Não existe nenhum ato de corrupção.”

Fonte: Poder360.



Categorias:Home, Política

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: